Top 10 – 2015

12467751_1721700878063704_1638374095_n

Eu consegui assistir 238 filmes em 2015. Lembrando que essa é uma lista pessoal que engloba apenas os que vejo pela primeira vez. Há vários filmes que todo ano assisto como “Magnólia” e “Felicidade Não se Compra”, por exemplo, esses não entram na lista.

238 é um bom número se comparado com o ano de 2014, onde consegui apenas 183. Inclusive, deixarei aqui o link para vocês conferirem o meu top 10 de 2014.

Top 10 – 2015

14 Estações de Maria ( Dietrich Brüggemann )
O Regresso ( Alejandro González Iñárritu )
A Gangue ( Myroslav Slaboshpytskiy )
Bone Tomahawk ( S. Craig Zahler )
The Assassin ( Hou Hsiao-Hsien ) 
Taxi Teerã ( Jafar Panahi )
Tangerina ( Sean Baker )
Love ( Gaspar Noé )
Garota Sombria Caminha Pela Noite ( Ana Lily Amirpour )
O Quarto do Jack ( Lenny Abrahamson )

Como prometido, colocarei aqui a lista de todos que eu assisti no ano:

* Em negrito: ano 2015

1 de janeiro – Terror no Pântano, 2006
1 de janeiro – Juventude, 1951
1 de janeiro – A Era do rádio,  1987
2 de janeiro – Um Balde de Sangue, 1959
2 de janeiro – Neblinas e Sombras, 1992
4 de janeiro – interiores, 1978
8 de janeiro – A Mulher do meu Irmão, 2005
8 de janeiro – O Protetor, 2014
8 de janeiro – Um Evento Feliz, 2013
8 de janeiro – o solar das almas perdidas, 1944
10 de janeiro – 36, 2012
10 de janeiro – Palavras e Imagens, 2013
10 de janeiro – toy story, esquecido pelo tempo
11 de janeiro – onde fica a casa do meu amigo?, 1987
12 de janeiro – Lobo atrás da porta, 2013
12 de janeiro – Edmond é um asno, 2012
13 de janeiro – O Dorminhoco, 1973
13 de janeiro – Um Misterioso Assassinato em Manhattan, 1993
14 de janeiro – A que distância, 2006
14 de janeiro – Operação big hero, 2014
14 de janeiro – Sin City 2, 2014
14 de janeiro – como treinar o seu dragão 2, 2014
15 de janeiro – escola do rock, 2003
15 de janeiro – bananas, 1971
16 de janeiro – casa vazia, 2004
16 de janeiro – a ponte, 2006
17 de janeiro – whiplash, 2015
18 de janeiro – birdman, 2015
18 de janeiro – tangerines, 2015
19 de janeiro – Paixão Juvenil, 1956
19 de janeiro – Moacir arte bruta, 2006
20 de janeiro – um longo fim de semana,  1978
21 de janeiro – O Menino e o Mundo, 2014
21 de janeiro – Oshin, 2013
24 de janeiro – Anna dos 6 aos 18, 1994
25 de janeiro – Siren x, 2008
25 de janeiro – Será que, 2014
26 de janeiro – Novo Mundo, 2013
27 de janeiro – Conto da Princesa kaguya, 2015
27 de janeiro – Livre, 2015
28 de janeiro – A Fotografia Oculta de Vivian Meier, 2013

Janeiro – 39 filmes/2 curtas

04 de fevereiro – Respire, 2014
04 de fevereiro – Coração, 1973
06 de fevereiro – Noite Vazia, 1964
07 de fevereiro – Uma passagem para Mário, 2014
09 de fevereiro – Tempo de Cavalos Bêbados, 2000
14 de fevereiro – Dieta do Palhaço,  2004
15 de fevereiro – Xxy, 2007
19 de fevereiro – Confiança, 1990
O Último Pistoleiro,  1976

Fevereiro – 9 filmes

O Homem do Oeste, 1958
Mentiras, 1999
Bé Omid É Didar, 2011
Asura, 2012
Pinguins de Madagascar, 2014
A Lenda de Nahuala, 2007
Vício Inerente,  2015
A Gangue, 2015

Março – 8 Filmes

When Marnie Was There, 2014
Na Flor da Idade, 2013
Velozes e Furiosos 7, 2015
14 Estações de Maria, 2015
The Atticus Institute, 2015
Barbie, 2011
O que é o Cinema?, 2013
O Universo no Olhar, 2014
A Última felicidade, 1951
Montanha de Abandono, 2008
Verão Feliz, 1999
Carteiros nas Montanhas, 1999
Além do que se Vê, 2004
O Quarto do Filho, 2001
Cássia, 2015

( Abril – 15 filmes )

Escalofrio, 1978
Mártires, 2008
Amante a Domicílio, 2013
Paixão Inocente, 2013
Os Olhos sem Rostos, 1960
Loucamente Apaixonados, 2011
Festa no Céu, 2014
O Espelho, 2014
Smashed – De Volta a Realidade, 2012
Maggie, 2015
Palo Alto, 2013
Ela vai, 2013
Cavalos e Homens, 2013
Meus Caros Estudos, 2010
A Canção do Oceano, 2014
Super Velozes, Mega Furiosos, 2015
Kurt Cobain, 2015
27 Maio – Bob Esponja, 2015

( Maio – 18 filmes )

04 Junho – The Babadook, 2014
04 de junho – Batman: Ataque ao Arkham, 2014
04 de junho – Qivitoq, 1956
05 de junho – Sempre Estarei Contigo, 2012
06 de junho – Corpo Celeste, 2012
06 de junho – The Sisterhood of Night, 2014
12 de junho – Jurassic World, 2015
16 de junho – Divertida Mente, 2015
20 de junho – Jogos Famintos, 2013
26 de junho – sobrenatural, 2015
26 de junho – Chico e Rita, 2010
27 de junho – Vingadores 2, 2015
27 de junho – Alta Fidelidade, 2000
27 de junho – Ajuste de Contas, 2013
27 de junho – Feuchtgebiete, 2013
27 de junho – Guardiões da Galáxia, 2014
27 de junho – Hot Girls Wanted, 2015
27 de junho – Killer Pussy, 2004
27 de junho – O Sal da Terra, 2014
27 de junho – As Amizades Particulares, 1964

( Junho – 20 filmes )

2 de julho – Enquanto Somos Jovens, 2015
2 de Julho- La Meute, 2010
4 de julho – Os garotos Perdidos, 1988
4 de julho – Vencer ou Morrer, 1993
4 de julho – Bonequinha de Luxo, 1961
4 de julho – Starlet, 2012
5 de julho – O Peso da Culpa, 2012
5 de julho – Mar Adentro, 2004
5 de julho – Mercenários 3, 2014
5 de julho – O Franco-Atirador, 2015
6 de julho – Augustine, 2012
6 de julho – Garoto-Estilingue, 1960
7 de julho – Bandidas, 2006
7 de julho – O Pequeno Nicolau, 2009
8 de julho – Batman vs Robin, 2015
10 de julho – Violência Urbana, 1999
10 de julho – Identidade Especial, 2013
11 de julho – Anjo de Vidro, 2004
11 de julho – Philomena, 2013
11 de julho – Viajo poque preciso, Volto porque te amo, 2010
11 de julho – Margot e o Casamento, 2007
11 de julho – Temporada de Caça, 2013
11 de julho – A Música Nunca Parou, 2011
12 de julho – A Entidade, 2012
12 de julho – Os Últimos Passos de um Homem, 1995
18 de julho – O Último Desafio, 2013
18 de julho – Ligados Pelo Amor, 2012
19 de julho – Simplesmente Acontece, 2014
19 de julho – A Dança de Subaru, 2009
19 de julho – Kung Fury, 2015
19 de julho – Eles, 2006
21 de julho – Os Assassinos da Rua Morgue, 1932
22 de julho – Agente 86, 2008
22 de julho – Corações de Ferro, 2015
23 de julho – A Incrível História de Adaline, 2015
23 de julho – O Aprendiz, 1998
23 de julho – Thelma & Louise 1991
24 de julho – Operação Invasão, 2011
24 de julho – A Noite dos Mortos-Vivos, 1968
24 de julho – O Amuleto, 201
24 de julho – Slow West, 2015
24 de julho – Vidas sem Destino, 1997
25 de julho – Super, 2010
25 de julho – Liv & Ingmar – uma história de amor, 2012
25 de julho – Cria Corvos, 1976
25 de julho – Sharknado 3, 2015
26 de julho – Pink Flamingos, 1972
26 de julho – A Lula e a Baleia, 2005
26 de julho – O Escorpião de Jade, 2001
27 de julho – O Mundo Perdido, 1960
27 de julho – NH10, 2015
27 de julho – A Professora do Jardim de Infância, 2014
27 de julho – Passageiros da Vida, 2014
28 de julho – Pânico, 1997
28 de julho – Garotas, 2015
28 de julho – Cybernatural, 2015
29 de julho – What Happened, Miss Simone? 2015
29 de julho – Eu e Você, 2012
30 de julho – Diabo a Quatro, 1933
30 de julho – Extensões Capilares, 2007

( julho –  60 filmes )

2 de agosto – Entrevista com Vampiro, 1994
8 de agosto – Goodnight Mommy – 2015
8 de agosto – Corrente do Mal, 2015
15 de agosto – The Nightmare, 2015
15 de agosto – Sugar & Spice, 2006
20 de agosto – Jack e a Mecânica do Coração, 2014
21 de agosto – Drama, 2010
22 de agosto – Teus Olhos Meus, 2011
27 de agosto – Pro Dia Nascer Feliz, 2006
29 de agosto – Esse é só o Começo do fim das nossas vidas, 2015

( Agosto – 10 filmes )

01 de setembro – Expresso do Amanhã, 2015
06 de setembro – Sussurros do Coração, 1995
06 de setembro – The Boy, 2015
06 de setembro – Touchless, 2013
10 de setembro – Carrossel – O Filme, 2015
12 de setembro – Ted 2, 2015
13 de setembro – O Pequeno Príncipe, 2015
21 de setembro – Flowers 2015
26 de setembro – Procurando Sugar Man, 2012
26 de setembro – Boda Branca, 1993

( Setembro – 10 filmes )

2 de outubro – Lake Mungo, 2008
3 de outubro- Que Horas Ela Volta, 2015
3 de outubro- Domésticas, 2012
3 de outubro – The Silenced 2015
3 de outubro – Cidades de Papel, 2015
9 de outubro – Minions, 2015
14 de outubro – Aliança do Crime, 2015
15 de outubro – Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer, 2015
16 de outubro – Garota Sombria Caminha Pela Noite, 2015
17 de outubro – Alice no País das Maravilhas, 1951
25 de outubro – Dope, 2015
31 de outubro – Pet Peeve, 2013
31 de outubro – Hotel Transilvânia, 2012

( Outubro – 13 filmes )

1 de novembro – Madre Joana dos Anjos, 1961
1 de novembro – The Devils, 1971
2 de novembro – Não se Esqueça de Compartilhar, 2009
8 de novembro – Bone Tomahawk, 2015
10 de novembro – Tangerina, 2015
11 de novembro – Ricki and the Flash: De Volta Pra
Casa, 2015
14 de novembro – Bukowski: Born into This, 2003
14 de novembro – Mother – A Busca Pela Verdade, 2009
14 de novembro – A Caverna do Cachorro Amarelo, 2005
15 de novembro – Da Colina Kokuriko, 2011
15 de novembro – Horror Hotel 1960
20 de novembro – O Segredo de Eleonor, 2009
20 de novembro – Elena, 2012
21 de novembro – Quando Sinto Que já Sei, 2014
22 de novembro – Scoop – O Grande Furo, 2006
27 de novembro – Poesia, 2010
28 de novembro – In Natura, 2014
29 de novembro – Hugo och Josefin, 1967
30 de novembro – O Exterminador do Futuro: Gênesis, 2015
30 de novembro – Love, 2015

( novembro – 20 filmes )

6 de dezembro – Boulevard, 2014
6 de dezembro – Hellions, 2015
6 de dezembro – Lugares Escuros, 2015
11 de dezembro – Descompensada, 2015
13 de dezembro – Experimento de Aprisionamento de Stanford, 2015
14 de dezembro – No Coração do Mar, 2015
17 de dezembro – Pânico 2
20 de dezembro – Evereste, 2015
22 de dezembro – Short Term 12, 2013
23 de dezembro – O Bom Dinossauro, 2015
27 de dezembro – A Primeira Vez, 2012
28 de dezembro – Homem Irracional, 2015
28 de dezembro – Mistress America, 2015
28 de dezembro – The Assassin, 2015
29 de dezembro – Creed, 2015
31 de dezembro- Keith Richards: Under the Influence

( Dezembro – 16 )

Total ( 2015 ) 238 filmes

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube

14 Estações de Maria, 2015

20150402015338

★★★★★

Todo e qualquer texto que escrevo é, antes de mais nada, uma iniciativa corajosa de me enfrentar. Não sei o motivo, mas eu sou infinitamente indiferente para com muitas coisas, me pego pensando, às vezes, que o cinema é o que me salva e, no mesmo tempo, o que me destrói. Essa minha ousadia de pesquisar cinema, mesmo que por vezes só aconteça na minha cabeça, me consome muito, seja por tempo ou profundidade. Imagino o quanto ganho com minhas viagens em busca de compreensão, ou até mesmo se expresso adequadamente o que sinto dos filmes, pouco importa, senão, escrever.

Estou escrevendo isso, pois, cada filme desabrocha um lado da minha persona, que por muito desconhecia ou, entre diversos motivos, havia guardado. É uma força muito forte, impactante ao extremo, em relação ao que relaciono com o cotidiano ou, simplesmente, me questionar se a seriedade que eu o trato é plausível.
Seria impossível falar de “14 Estações de Maria” e não falar sobre religião e, portanto, ser incrivelmente – ou pateticamente – extenso.

Religião é, para mim, algo desconhecido. Deveria ser limpo, claro, mas se tornou escuro e borrado. Religião poderia significar, em interpretação livre, ligar-se ao outro, tornar o nós somente um, mas essa ideia é simplesmente traduzida como infantil. É importante sonhar, assim como, talvez, seja importante ser um tanto iludido em acreditar que as pessoas viveriam mais felizes se o mundo fosse regido por amor. Será que é tão difícil ter carinho e respeito ao próximo? Não por querer algo em troca, muito menos para propagar aos ventos, mas sim para fazer o bem. Nesse ponto, se existe um Deus o nome dele é amor. Esse sentimento inexplicável que nos possui por completo e, no mesmo tempo, impressiona, só pode ser fruto de um milagre. No mesmo tempo, eu considero que a redução de “bem” para “Deus” e “mal” para o “Diabo” são atitudes desnecessárias. Primeiro porque simplificar a vida é coisa de fracassado, segundo que, se existe mesmo um Deus ou Diabo, certamente eles ficam muito zangados com a banalização de seus valores. Isso inclui o próprio homem, que teima em responder por eles. Se Deus é tão poderoso – percebam, eu não estou o tratando com ironia, por incrível que pareça – ele não selecionaria alguns para serem os porta vozes de suas vontades mais primitivas como, a principal: um mundo devoto. Agora, se Deus precisa de pessoas fracassadas para guiar outros homens, ainda mais, ter preconceitos, precisa de dinheiro e etc então eu não preciso dele. Certamente, supondo que ele exista, preferiria beber um chá com Lúcifer pois, nesse quesito, ele me parece bem mais centrado.
O que quero dizer, de fato, é que pouco me importa essa propagação dos homens, a religião, como bem vemos hoje em dia, é um turbilhão de interesses, assim como diversas outras formas de manipulação. Então se me perguntam se eu acho que Deus exista, eu respondo em alto e bom tom “SIM!”, agora, se me perguntam se eu acredito “NÃO!”. Se um pai de família, ignorante, acredita em Deus e faz o bem, ok, eu fico feliz por ele. Se um pai de família, ignorante, acredita em Deus e deixa a sua vida e de sua família para Deus cuidar, então imediatamente eu sei que esse pai está sendo guiado por homens oportunistas. Deus existe a partir do momento que acreditamos nele, ponto final. Assim como eu acredito que o papai Noel existe.

“14 Estações de Maria”, filme alemão dirigido pelo Dietrich Brüggemann, um novo diretor do circuito independente, traz a mesa a discussão sobre a opressão que o acreditar pode exercer na vida dos fiéis. Mas não é, necessariamente, acreditar em Deus, mas sim nos homens, pelo menos é o que me parece durante todo o filme, Deus está muito ausente, dando lugar a uma família cercada de regras e intolerâncias. As 14 estações dizem respeito a alguns capítulos que vão acontecendo, eles seguem as 14 estações que Jesus passou em seus momentos finais de vida na terra. O que representa para os que creem, basicamente, é que Jesus abdicou a sua real imagem, ou seja, divina, para sofrer pelo homem, em prol a salvação, se sacrificando. É uma bonita história que preza, sem dúvida, pela humildade.

  1. Jesus é condenado à morte.
  2. Jesus recebe a sua cruz.
  3. Jesus cai pela primeira vez.
  4. Jesus encontra sua mãe Maria.
  5. Simão de Cirene é forçado a carregar a cruz.
  6. Verônica enxuga o sangue do rosto de Jesus.
  7. Jesus cai pela segunda vez.
  8. Jesus encontra as mulheres de Jerusalém.
  9. Jesus cai pela terceira vez.
  10. Jesus é despojado de suas vestes.
  11. Jesus é pregado na cruz – a Crucificação.
  12. Jesus morre na cruz.
  13. O corpo de Jesus é retirado da cruz – a Deposição ou Lamentação.
  14. O corpo de Jesus é colocado no sepulcro. 

Essas estações destacam alguns momentos cruciais, até bem conhecidos, como a traição de Judas, negação de Pedro, crucificação e sepulcro. Até onde eu sei, ressalto que não pesquisei para escrever, haveria um 15° que seria a ressurreição. Mas, evidentemente, o filme não acompanha isso pois se trata de uma menina de 14 anos, não de uma figura divina. Mas será que podemos afirmar isso?

A sinopse do filme coloca a menina protagonista, Maria, presa entre dois mundos. Um é a escola, onde ela tem contato com a diferença, e o outro é em casa, onde ele se sente como uma prisioneira de um ensinamento extremamente religioso, católica fundamentalista. Enquanto assistia ao filme, inclusive, tracei consecutivas comparações com “Carrie, a Estranha”, por exemplo, temos uma personagem igualmente perturbada por dogmas exagerados, que a proíbem de, basicamente, impulsos e descobertas próprios da sua idade.

Ela é produto de uma fé incontestável mas, aliado a isso, ela se torna um fantoche. Ao meu ver, toda e qualquer prática religiosa deve ser refletida, com maturidade, de modo a criar um significado maior que o mero “seguir”.  A mãe de Maria, figura quase diabólica, classifica a música como produto satanista, ao ponto da menina, nas aulas de educação física, não querer participar por estar tocando uma música pop. O interessante dessa cena, em questão, é que a professora não consegue lidar com essa apreensão e, inclusive, chega a se assumir como uma crente em Deus também, assegurando-se que aquela música não é satanista, mas a menina afirma o contrário. Para ela essas músicas são portas abertas para o movimento, a exposição e, portanto, manifestos diretos da maldade. Ora, mas se música é música ela vem da harmonia, harmonia é de Deus, não? Estaria Maria e sua família adorando a Deus ou porta vozes?

O filme começa com uma cena genial onde um padre, ao centro da mesa, catequiza algumas crianças, Maria parece ser a única inteiramente lúcida, visto que responde as perguntas com muita propriedade. Aliás, o padre no centro da mesa pode, de fato, representar Jesus na santa ceia, junto aos seus, na obra cinematográfica, seis apóstolos. Entre as perguntas quase que frenéticas do padre, podemos perceber que duas respostas remetem a escola, seria uma oposição? A crença contra o intelectual e o possível desenvolvimento do mesmo?
Bem colocado pelo padre, a crisma representa a transformação da criança para a vida adulta, o espectador estará, então, exposto a dilemas naturais da idade em conflito com uma fé desequilibrada.

– Um soldado luta por quê? – pergunta o padre, quase que um ditador
– Pelo rei – responde o primeiro
– Pela sua família – responde Maria
– Pela namorada – responde sobre influências da escola?
– Pelo seu país – responde com insegurança
Em seguida ele discorre – Isso mesmo, um soldado luta por seu rei, seu país, sua família. Se somos soldados, quem é o rei?
– Jesus!
– E nosso país?
– A igreja
– Quem é nossa família?
– Todas as pessoas.
– Exato – responde o padre com brilho nos olhos e ainda lê “devemos salvar os próximos”.

Colocando-os, nesse comprido diálogo, como soldados de Deus cuja missão se resume em espalhar a sua crença – aliás, ponto chato de qualquer religião. Aliás, a “salvação” é algo excepcionalmente pessoal, cada um entende, ou deveria, a própria vida, cabendo ao mesmo definir o que quer e o que não quer, ser salvo ou não. De todo modo, esse início já revela crianças manipuladas, mas a crença é algo extremamente pesado, um fardo que só a maturidade pode carregar e, ainda assim, sai abalada. É a prova de que desde o início assistimos um suicídio e, se acima eu mencionei que as 14 estações representam os últimos momentos de vida de Jesus, acompanharemos os 14 últimos momentos de vida de uma menina que está, com a ajuda da família, se destruindo. É o Jesus moderno. Enfrentando a escola, a intolerância religiosa nas aulas, assim como a própria também se torna intolerante quando não aceita a diferença, mesmo quando acaba, levemente, se apaixonando por um colega de outra classe que, por ironia, canta em outra igreja, soul e gospel mas, como disse, são músicas satânicas.

“14 Estações de Maria” é um filme que resgata muito a alma do cinema Alemão, clima gélido, personagens impactantes, silêncio que ajuda na contemplação, o tema discutido é facilmente classificado como oportuno, visto que temos atualmente vastos exemplos de situações onde a religião se torna veículo para mortes, literalmente ou figurativamente, pois o preconceito pode ser aceito como uma exímio assassinato.
Quando a personagem principal vai ao médico, começa haver um conflito entre a crença desenfreada e a lógica ou ciência, a mãe é presa dentro de sua própria arrogância, mas ela é regida por ignorância, nessa história e em muitas que existem por ai, não existe vilões, somente cobaias. No caso do filme, Maria é a inocente que provou para o mundo, pelo menos para mim, que a obsessão deixa o ser humano cego. Diferentemente de Jesus, suas ambições não eram nada nobres ou humildes, uma entrega direta, sem rodeios, mas ambos foram, até porque são parte da mesma família, sacrificados.

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube