A jovem dorme e o homem observa a sua calma

Enquanto Elas Dormem ( Onna ga Nemuru Toki, Japão, 2016 ) Direção: Wayne Wang

Esse é famoso exemplo de filme que promete desde o começo uma reflexão absurda sobre algum tema e, durante o processo, se perde em meio à tramas que surgem sem motivos.

Dirigido com uma certa preocupação em provocar o sono por Wayne Wang – diretor japonês que têm carreira nos Estados Unidos – a história, em teoria, é sobre um escritor que, hospedado em um hotel, se vê muito interessado em um senhor que tem uma relação com uma jovem. Esse senhor filma todas as noites a suas namorada dormindo.

Essa é, na verdade, como a obra se apresenta, pois esse fato nunca chega a ser trabalhado com propriedade, servindo apenas como um elemento curioso, que desencadeia algumas boas observações mas que resulta em perplexidade por tamanho descompromisso.

Hidetoshi Nishijima – ator japonês bastante conhecido – faz o protagonista, Kenji Shimizu, sua atuação é boa mas prejudicada pelo roteiro, que por vezes transforma o seu personagem em patético e sem propósito.

O ponto positivo do filme se encontra justamente na questão que, depois dos vinte minutos iniciais, passa a ser ignorado: o senhor Sahara – interpretado pelo sempre sensacional Takeshi Kitano – que filma sua jovem “namorada” enquanto ela dorme, imortalizando as transformações do seu corpo e antecipando um evento que será desenvolvido ao longo.

Essa ideia, não inédita, é insuficiente para sustentar um filme de uma hora e quarenta que mais parecem trinta dias. Apesar de algumas decisões inteligentes e visual bonito e acolhedor, o longa têm muitos problemas e descarta uma excelente proposta, perdendo-se na intenção de surpreender.

(Visited 4 times, 1 visits today)

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube

Textos relacionados