Atividade Paranormal – Quando uma boa ideia se transforma em fracasso

atividade-paranormal-21

Desde a estréia do primeiro “Atividade Paranormal”, em 2009, ficou claro que a excelente ideia poderia render não só elogios da crítica – como houve, apesar de bem menos do que o esperado – como também ser um excelente negócio, pois se tratava de uma filmagem caseira, feita de forma super simples. Mas, apesar de ter se tornado um dos filmes mais lucrativos da história do cinema, a série de filmes que viriam a seguir, todas pautadas na mesma ideia genial do primeiro, cansaram o público. A sensação é de que nenhum deles cumpre o que promete, por que isso acontece, afinal?

Antes de mais nada, tenho que deixar claro que se você procura uma crítica, resenha ou artigo analisando todos os filmes, procure em outro lugar. Eu não seria capaz de explorar um por um pois não assisti a todos, os que eu vi foram nos respectivos anos de estréia e, principalmente, por serem todos muito parecidos, parece que assisti a um só grande e péssimo filme.

Recentemente fui assistir o quarto filme, vulgo “Atividade Paranormal 4” e me frustei com a repetição de conceitos já vistos milhões de vezes antes. Na verdade, como tenho tendências ao masoquismo – brincadeira -, já sabia que não iria valer a pena o tempo perdido. Mas lá foi o Emerson tentar compreender qual o grande erro de todos os filmes do “Atividade…”.

É preciso lembrar-me, entes, de 2009, quando recebi as primeiras notícias sobre o filme. Fiquei apaixonado pela ideia, é fascinante essa proposta de invadir a privacidade e, mais do que isso, quebrar a segurança. Quando pensamos no sobrenatural ( aqui me refiro à espíritos, aparições, demônios etc. ) é questão de tempo relacionarmos com o nosso lar. As maiorias das experiências paranormais acontecem em uma casa, não no meio da rua. Isso acontece pois somos movidos por esse instinto de proteção, o próprio medo do escuro parte de uma impulsão selvagem onde nossos ancestrais precisavam ficar extremamente atentos à noite para não serem mortos por outros predadores.

Existe também a privacidade, ela funciona como uma máscara, com ela podemos ser o que quisermos. Dentro de casa nos sentimos confortáveis, infinitos e poderosos, porém o medo, essa sensação importantíssima e complexa, teima em acreditar que existem espaços entre os mundos e que, qualquer coisa que não possa ser explicada em trinta segundos, é possivelmente uma obra do sobrenatural.

Significado de ‘sobrenatural’:

Miraculoso; só conhecido pela experiência da fé.
[Figurado] Sobre-humano; que não se consegue alcançar, atingir naturalmente: esforço sobrenatural às questões humanitárias.
[Por Extensão] Extranatural; que vai além do natural, do comum: forças sobrenaturais. [Figurado] Excessivo; exageradamente grande: trabalho sobrenatural.

Já perceberam o quanto o lençol nos protege do medo, da sensação de desprotegidos etc? Muitos irão se identificar essa pequena história: uma menina sentiu seus pés descobertos, uma sensação estranha lhe surgiu, ela rapidamente os cobriu e olhou ao redor, mas tudo estava estranhamente normal em seu quarto escuro.

Então quando eu entendi a ideia do “Atividade Paranormal” – uma pessoa sente que na sua casa está acontecendo coisas estranhas e decide se filmar durante à noite – eu me senti extremamente feliz e confiante que se trataria de um verdadeiro truque para envolver diversos dilemas e brincar com essa sensação de vulnerabilidade.

Filme-Atividade-Paranormal-4-trailer-completo-e-cartaz

Mas o diretor Oren Peli não faz nada! Claro, todos sabemos os recursos limitados pelo próprio formato, mas isso não o impedia de inovar. O que pode ser visto e vemos até hoje, nos novos infinitos filmes que saem todos os anos, é a mesma tentativa de assustar com detalhes triviais.

A boa ideia, que coloquei no início, faz alusão à imaginação do espectador, – já é sabido que antes do lançamento dos Atividades Paranormais a produtora faz sessões de teste para filmar as reações, essas reações quase sempre são tão exageradas que eu só consigo pensar que todos ali possuem uma imaginação tão grande e poderosa que faz com que embarquem nessa ideia de invasão e insegurança, que desenvolvi ao longo do artigo – pois essa mesma ideia jamais foi verdadeira, ela foi, desde o princípio, colocada atrás de uma tentativa desesperada de fazer um bom negócio. Atividade Paranormal, todos os filmes, é a prova real de como a arte pode ser sacrificada em prol aos inúmeros interesses.

Uma proposta interessante que se tornou monótona e cansativa, resta-nos tentar imaginar também. Mas, confesso, se alguém filmar a minha reação assistindo esses filmes, certamente iriam ficar muito zangados com a minha expressão de tédio.

Obs: Após assistir ao primeiro filme, no cinema em 2009, voltei para casa determinado a me filmar durante uma noite inteira. Infelizmente nada aconteceu. Quem sabe isso vire um filme um dia?

(Visited 7 times, 1 visits today)

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube

Textos relacionados