The Silenced, 2015

The Silenced 2015 ( Cronologia do Acaso )

Esse filme, cujo título original é impronunciável, “Gyeongseonghakyoo: Sarajin Sonyeodeul” é sul coreano, tendo sido lançado no país em junho de 2015. Mescla fantasia, terror com pequenas doses de dramas, aliás, existem várias doses nesse filme, que vão desde “Carrie” até “X-men” e outras referências inacreditáveis para aqueles que, como eu, esperavam algo completamente diferente diante as cenas iniciais. Nesse caso em específico as surpresas não são um ponto forte, apenas resultado de uma indecisão monstruosa no que diz respeito a narrativa. Sempre solta, inexplicável, fazendo com que o espectador fique com um pouco de dor de cabeça de tanto pensar e, na sua conclusão, não chegar a lugar nenhum.

Enfim, o filme conta a história de uma garota chamada Joo-Ran que está doente e chega em um internato para recuperar a saúde. Nesse internato tem uma diretora incrivelmente caricata, como se o diretor Lee Hae-Young quisesse esfregar na cara de quem assiste que se trata de uma vilã, apesar de em filmes como “Expresso do Amanhã” isso ter dado certo, aqui temos, novamente, o mal desenvolvimento de elementos simples, como a própria maquiagem.

The.Silenced.2015.720p.HDRip.H264-CINEFOX -PT -BR.mp4_snapshot_00.31.52_[2015.10.03_23.39.22]

Pois bem, Joo-Ran percebe que está em meio a uma confusão crescente, um verdadeiro mistério. Suas amigas desaparecem, ela começa a se sentir diferente, com mudanças anormais pelo corpo, e passa a suspeitar que a escola esteja por trás desses fatos.

Começamos as cenas iniciais com uma bela paisagem, destaque para a fotografia que faz das filmagens exteriores um absurdo de lindeza, a personagem principal está sendo levada para o internato, inclusive sua roupa vermelha se sobressai as cores do cenário, evidencia a sua diferença ou os acontecimentos que virão a seguir, até mesmo contraria o uniforme que passará a usar.

The.Silenced.2015.720p.HDRip.H264-CINEFOX -PT -BR.mp4_snapshot_00.49.39_[2015.10.03_23.40.53]

O que funciona na obra é a fotografia, designer de produção que se preocupa com cada detalhe do internato, criando um lugar que, praticamente, consome todos os personagens pouco desenvolvidos, e a tensão que é mantida até a metade. Ou seja, todos os aspectos relevante se tornam frágeis com um objetivo pouco funcional, resultando em observações muito desprendidas, a técnica não pode ser maior que o roteiro, nada está encaixado como deveria, transformando-o em um produto belíssimo, visualmente, e sem conteúdo algum.

(Visited 180 times, 4 visits today)

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube

Textos relacionados