Extensões Capilares, 2007

extensões capilares

★★★

Os japoneses certamente tem algum problema com cabelos ou simplesmente veem neles uma boa ferramenta para criar medo nos filmes de terror. Há bastante filmes que brinca com isso, desde sua utilização como meio de esconder o rosto até chegar na bizarrice “Ekusute”, dirigido pelo excelente Sion Sono.

Esse diretor é bem conhecido pelos amantes do terror, construindo sua carreira em base ao mistério e terror psicológico, sempre causando uma estranheza e desconforto no público, como em “O Pacto” (2001) onde ele conta a história de garotas no colégio que, sem um motivo aparente, se suicidam em grupo. O seu trabalho é envolto de uma obscuridade absurda, levando ao limite questões que, outrora, passariam despercebidas. Um verdadeiro provocador, do horror.

Em “Extensões Capilares” ele realiza o seu projeto mais exagerado e isso de forma alguma é ruim. A utilização do cabelo é sensacional, pois é construído toda uma relação antes de sermos expostos a uma crescente de absurdo. A protagonista, interpretada por uma das melhores atrizes japonesas chamada Chiaki Kuriyama, tem uma identificação bem pessoal com o corte do cabelo ou a profissão de cabeleireiro. Inclusive esse fator é detalhado em um momento chave onde ela leva a sua sobrinha a uma reflexão da importância desse momento, no dizer dela, extremamente especial.

Yuko tem uma irmã que não liga para a filha e se apega muito a menina, inclusive algo que viveu no passado aumenta ainda mais essa aproximação, essa conexão entre as duas é abordado ao máximo, poderíamos considerar esse filme um drama com pitadas de terror e comédia.

O fato do cabelo de um cadáver, inexplicavelmente, continuar crescendo está presente durante todo tempo, porém dá vez a uma construção lenta e detalhista, onde mesmo com todas as deficiências ainda se torna algo interessante de se acompanhar. Nos minutos finais o exagero está presente em cada cena mas, ainda bem, não destrói o que havia sido construído até então.

emersontlima

No fim, sou apenas um cara fantasiado de coelho que, durante o dia, coloca a máscara de homem e paga uma de intelectual com aqueles que exaltam qualquer manifesto de inteligência.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebookGoogle PlusFlickrYouTube